Avaliação completa da Dafra Next 250

by tamotos on August 15, 2012


Algumas empresas querem ter uma participação maior no mercado brasileiro, dentre elas está a Dafra, que se mostrou competitiva em relação aos modelos das marcas mais atuantes. Reportagens comprovam que a Dafra Next 250 é uma das motocicletas mais rápidas da categoria. Sua alta performance está aliada ao design e conforto proporcionados. Um teste determinou as características mais expressivas da motocicleta que marca a entrada daDafra no mercado de 250 cilindradas.

O visual agressivo da motocicleta é composto de linhas marcantes, uma proposta moderna que agrada bastante. O conjunto tecnológico do modelo street apresenta um sistema de injeção eletrônica de alta performance, ele proporciona mudanças de marchas de forma gradativa em diferentes rotações, sem engasgos ou alavanques, o câmbio, de seis marchas, permite um ganho de velocidade constante e de melhor aproveitamento.

A reportagem acerca da avaliação também mostrou a eficiência do motor da Dafra Next 250. Ele possui quase 250 cm³ de área. O motor de quatro tempos é forte, e para não perder o desempenho conta com refrigeração a água, a qual permite que a motocicleta tenha seus 24 cavalos de potência sem perdas. As qualificações do motor a Next 250 da Dafra se completam com o painel objetivo. Os recursos analógicos e digitais permitem uma visualização rápida e segura de algumas informações da motocicleta, dentre elas, a variação do hodômetro total e parcial, voltagem da bateria, indicador de marchas, nível de combustível e a hora em que o óleo do motor deve ser trocado.


A tarefa da Dafra Next 250 é difícil. Ela tem de competir com dois modelos das principais concorrentes. A Honda CB 300R e a Yamaha Fazer 250 possuem grande aceitação do público brasileiro, mas a Dafra promete conseguir se manter entre as grandes. O modelo de produção da Dafra possui o conceito CKD (completely knocked down), nele, as peças são importadas da Ásia e Índia, pela TVS e Haojue e montadas em Manaus.

Anterior:

Seguinte:

Deixe um comentário